3D Warehouse
Galeria
360
Design
Design 2
Versatilidade
Modularidade
Funcionalidade
Mecanismo
Mecanismo 2
Mecanismo 3
Mecanismo 4
Cabeamento
Cabeamento 1
Cabeamento 2
Conectividade
Arquivamento
Acessórios
Dimensões
Cores
Cores 2
Orçamento

Design Biofílico: valorize seus projetos com essa tendência!

1 mês ago  •  Comments

por

Publicado em : 29/01/2024

Compartilhe:

Uma das principais tendências para 2024, o design biofílico é uma das soluções mais utilizadas pelos arquitetos quando um dos pontos principais do projeto é unir a urbanidade com o toque indispensável da natureza. Além de trazer beleza e originalidade para o projeto, essa é uma prática com grande impacto na sustentabilidade e na saúde.

Neste artigo, você irá conhecer o conceito de design biofílico, os principais benefícios de utilizá-lo, os elementos indispensáveis de um projeto como esse e, é claro, como ele funciona na prática. Prossiga com a leitura e saiba mais!

 

O que é o Design Biofílico?

O design biofílico é um conceito na arquitetura e design de interiores que busca criar espaços que promovam uma conexão profunda e harmoniosa entre os seres humanos e a natureza. A palavra “biofilia” deriva do grego, significando “amor à vida” ou “afeição pela natureza”, e o design biofílico procura incorporar essa afinidade natural das pessoas com o ambiente natural em ambientes construídos.

A teoria do design biofílico foi desenvolvida pelo biólogo Edward O. Wilson na década de 1980. Ele propôs que os seres humanos possuem uma ligação inata com a natureza devido à nossa evolução como espécie. Essa conexão profunda com elementos naturais está ligada ao nosso bem-estar físico, emocional e cognitivo.

O design biofílico, portanto, procura trazer essa essência natural para dentro dos ambientes construídos, reconhecendo a importância da presença da natureza no nosso cotidiano, especialmente em espaços urbanos cada vez mais dominados por estruturas artificiais.

Vale ressaltar que existem alguns princípios fundamentais que guiam o design biofílico, sendo que alguns deles são:

 

1 – Integração da natureza

Busca-se incorporar elementos naturais, como luz natural, vegetação, água e materiais orgânicos, no ambiente construído. Isso pode ser feito através de jardins internos, paredes verdes, uso de pedra, madeira e água para criar uma sensação de proximidade com a natureza.

 

2 – Estímulo sensorial

O design biofílico procura estimular os sentidos, proporcionando experiências visuais, táteis e olfativas que se assemelham à natureza. Isso pode ser alcançado através da escolha de materiais texturizados, cores inspiradas na natureza e o uso de elementos sonoros como água corrente ou pássaros cantando.

 

3 – Fluxo e conectividade

Busca-se criar espaços que permitam a circulação fluida, tanto física quanto visualmente, imitando padrões encontrados na natureza, como os fluxos de água ou a forma como as plantas crescem e se movem.

 

4 – Complexidade e diversidade

A natureza é diversa e complexa, e o design biofílico procura replicar essa diversidade nos ambientes construídos. Isso pode ser alcançado incorporando uma variedade de formas, texturas, padrões e materiais.

 

5 – Significado e contexto cultural

Considera-se o significado cultural e emocional da natureza para as pessoas ao projetar espaços biofílicos, reconhecendo a importância das conexões culturais e pessoais com a natureza.

 

Quais os principais benefícios do Design Biofílico?

O design biofílico oferece uma série de benefícios significativos, impactando positivamente o bem-estar, a saúde e a qualidade de vida das pessoas que interagem com os espaços construídos. 

Esses benefícios vão além do aspecto estético e estão profundamente ligados à conexão emocional e física com a natureza. Confira mais sobre eles abaixo!

 

1 – Melhoria da saúde física e mental

A presença de elementos naturais, como plantas, luz natural e água, pode reduzir o estresse, diminuir a pressão arterial, melhorar o humor e até mesmo acelerar o processo de recuperação em ambientes de saúde.

 

2 – Aumento da produtividade e criatividade

Estudos demonstram que espaços com design biofílico podem aumentar a produtividade, a criatividade e a capacidade de concentração das pessoas. A presença de elementos naturais nos ambientes de trabalho pode estimular o pensamento criativo e reduzir a fadiga mental, resultando em funcionários mais engajados e produtivos.

 

3 – Redução do estresse e melhoria do bem-estar

Espaços com design biofílico proporcionam um ambiente mais calmo e relaxante, contribuindo para um maior bem-estar emocional e mental dos ocupantes.

 

4 – Qualidade do ar interior

A introdução de plantas e sistemas de ventilação natural pode melhorar significativamente a qualidade do ar interior, reduzindo a presença de poluentes e aumentando os níveis de oxigênio. Isso beneficia a saúde respiratória e pode diminuir problemas como alergias e irritações.

 

5 – Sustentabilidade e consciência ambiental

Ao integrar elementos naturais nos espaços construídos, reduz-se a necessidade de recursos artificiais, como energia elétrica para iluminação, aquecimento ou resfriamento, resultando em ambientes mais eficientes e sustentáveis.

 

6 – Atração e retenção de público/clientes

Em ambientes comerciais, espaços com design biofílico podem ser mais atrativos para clientes e usuários. A conexão com a natureza cria uma atmosfera acolhedora e convidativa, incentivando as pessoas a permanecerem no local por mais tempo.

 

Quais elementos biofílicos utilizar em seus projetos?

Como esse tipo de design se baseia na integração de diversos elementos naturais nos projetos para criar ambientes que promovam a conexão humana com a natureza, é claro que não podíamos deixar de comentar quais deles você pode aderir para trabalhar esse conceito em seu projeto. Confira a seguir!

 

1 – Uso de luz natural e ventilação

Criar aberturas estratégicas como janelas amplas, claraboias e aberturas que maximizam a entrada de luz natural nos espaços internos, proporcionam maior iluminação natural durante o dia.

Fora isso, também é recomendável utilizar o conceito de ventilação cruzada, onde se é trabalhado estratégias no projeto que favorecem a circulação do ar, como disposição de janelas em lados opostos para permitir a entrada de brisas naturais e ventilação cruzada nos ambientes.

 

2 – Integração de elementos naturais

Favorece o uso de plantas e jardins internos para trazer a sensação de natureza para dentro dos espaços construídos, promovendo melhor qualidade do ar e estética agradável.

Além disso, também é indicado a incorporação de elementos aquáticos, como fontes, lagos ou espelhos d’água, que não apenas proporcionam um aspecto visual relaxante, mas também contribuem para a purificação do ar e a criação de um ambiente mais sereno.

Outro ponto que não fica de fora é a utilização de materiais naturais, como madeira, pedra, bambu, terra crua e outros materiais sustentáveis, não apenas estéticamente agradáveis, mas também com baixo impacto ambiental.

 

3 – Espaços verdes interiores e exteriores

Aqui se busca a instalação de paredes e tetos revestidos com plantas vivas, criando espaços verdes verticais que promovem a biodiversidade e melhoram a qualidade do ar.

Aliado a isso também temos a criação de espaços abertos dentro dos edifícios, como pátios e jardins internos, proporcionando áreas de descanso e conexão com a natureza para os ocupantes.

 

4 – Conexão visual com a natureza

Desenvolvimento de um planejamento arquitetônico que maximize as vistas para áreas naturais, como montanhas, florestas, rios ou oceanos, oferecendo aos ocupantes a oportunidade de se conectar visualmente com a natureza.

Além disso, não se pode esquecer da integração de paisagismo ao redor do edifício, com a utilização de áreas verdes, árvores, caminhos naturais e elementos que permitam aos usuários sentir-se imersos na natureza.

Quer saber como a Work Solution pode te ajudar a trabalhar o design biofílico em seus projetos? Entre em contato conosco e descubra uma oportunidade única que temos para você!

 

Como aplicar o Design Biofílico na prática?

Integrar o design biofílico em diferentes tipos de construções requer uma abordagem adaptável e estratégias específicas para cada contexto. Continue a leitura e descubra algumas dessas estratégias! 

 

1 – Residencial

  • Maximização da luz natural: Planejar a disposição de janelas, claraboias e aberturas estratégicas para otimizar a entrada de luz natural nos ambientes residenciais;
  • Espaços verdes privados: Projetar pátios, jardins ou terraços privativos que permitam aos moradores desfrutar da natureza dentro de suas residências;
  • Integração de materiais naturais: Utilização de materiais orgânicos e naturais na construção, como madeira, pedra e elementos que sejam estéticamente agradáveis e sustentáveis.

 

2 – Comercial e escritórios

  • Paredes verdes e jardins verticais: Incorporar paredes verdes ou jardins verticais nos espaços de escritórios para proporcionar uma atmosfera mais relaxante e estimulante;
  • Áreas de descanso com natureza: Criar espaços de convivência ao ar livre ou áreas de descanso internas com elementos naturais, como fontes, plantas e mobiliário confortável;
  • Vistas para a natureza: Projetar espaços de trabalho que maximizem as vistas para o exterior, proporcionando aos funcionários a oportunidade de se conectar visualmente com a natureza.

 

3 – Institucional e educacional

  • Ambientes educativos ao ar livre: Projetar espaços educativos ao ar livre, como áreas de aula externas, jardins educativos ou laboratórios ao ar livre para promover a conexão com a natureza;
  • Aprendizado experiencial: Incorporar elementos naturais nos espaços de aprendizado para criar um ambiente propício à criatividade, concentração e bem-estar dos alunos;
  • Paisagismo educacional: Integração de projetos paisagísticos que permitam aos alunos interagir e aprender sobre a natureza.

 

4 – Saúde e bem-estar

  • Espaços de cura natural: Projetar ambientes em hospitais, clínicas ou centros de saúde que oferecem vistas para a natureza, luz natural e espaços verdes para auxiliar na recuperação e bem-estar dos pacientes;
  • Jardins terapêuticos: Desenvolver jardins terapêuticos acessíveis para pacientes, visitantes e funcionários, oferecendo um ambiente calmo e relaxante.

 

Work Solution: união da biofilia com mobiliários de alto padrão!

Quer levar um toque especial para seus projetos sem deixar a biofilia de lado? Então, chegou a hora de descobrir como os mobiliários de alto padrão podem se integrar a esse conceito, contando com todas as personalizações necessárias para se encaixarem nos requisitos do seu cliente e, é claro, do seu projeto.

Quer saber como isso é possível? Então, ENTRE EM CONTATO com um de nossos especialistas hoje mesmo e descubra como o trabalho original da WORK SOLUTION pode ser perfeito para você!

up sell e cross sell para arquitetos

por

Publicado em : 29/01/2024

Compartilhe: